Fim de um inesquecível período

DSC07141
Todo ano, mais de 500 alunos do 3º ano do Ensino Médio encerram a fase bandeirantina de suas vidas. Esse término é sempre muito celebrado na colação de grau e na formatura, pela alegria em si de concluir uma etapa tão importante ou pela aprovação em boas faculdades, objetivo atingido por muitos alunos do Band. Continuar lendo

Discurso do Patrono – Rodrigo Vasconcelos Borges

DSC07264
Inicialmente gostaria de parabenizar os formandos por terem concluído o curso no Bandeirantes, apenas quem passou por isso sabe o quanto é difícil de concluí-lo. Gostaria de agradecer o convite para ser o orador dessa turma, por ser um ex Band me traz muito orgulho o reconhecimento. Continuar lendo

Discurso dos oradores de Biológicas

DSC07161Bandeirantes: pioneiros e vanguarda do ímpeto descobridor brasileiro do século XVII. Corajosos, leais e dotados de uma perseverança inesgotável, articulavam suas virtudes e seus anseios em torno de um objetivo comum, sempre expandindo seus horizontes. Hoje, nós formandos podemos nos dizer bandeirantes em vida e em espírito e o nosso objetivo comum se encontra reunido neste momento por uma última vez.

O caminho até aqui não foi curto e muito menos fácil. Foi preciso esforço, dedicação e muita garra para que este dia finalmente se concretizasse. Assim, descrever a trajetória de nós, estudantes, nada mais será do que recontar um episódio épico, no nosso caso, biológico. Continuar lendo

Discurso dos oradores de Humanas

DSC07183Numa fase tão determinante como a que nos encontramos, parece ser necessário relembrar tudo o que nos rodeou durante os últimos anos de forma a expressar a nossos pais, mestres e amigos tudo que vivemos, sentimos e esperamos para o futuro.

2010 iniciou-se com a perspectiva de anunciar um novo período de nossas vida. Para começar o ano, como de praxe, nos ocupamos, durante algumas horas para limpar e organizar o armário. Foi necessário, desta vez, descartar boa parte das anotações e livros que nos acompanharam muito tempo para enfim começarmos uma nova fase de peito aberto e prateleiras limpas. Quanto tempo esperamos para enfim nos vermos livres das apostilas de física, química e matemática? Esse poderia ser um momento de alívio, ou ainda uma atividade banal, simplesmente pragramática, no entanto, a arrumação do armário neste começo de ano foi atípica. Continuar lendo

Discurso dos oradores de Exatas

DSC07180Há  momentos em que as palavras faltam, a voz falha e a emoção toma conta de nós. Quem diria que estamos saindo do Bandeirantes, esse cenário a qual estamos tão acostumados e que se tornou a rotina de nossos dias. Uma nova realidade se apresentará para cada um de nós e nos sentiremos diferentes, por deparar com o amadurecimento que a vida proporciona em cada etapa que se encerra e jornada que se inicia; sentiremos saudades: dos amigos que eram tão próximos e tão presentes, mas que acabaram seguindo caminhos diferentes; dos mestres que, mesmo de maneiras diversas, ajudaram a formar o que somos hoje. Continuar lendo

Discurso da Paraninfa de Biológicas – Prof.a Meire

Primeiramente, quero expressar minha gratidão aos meus alunos que são a razão de eu estar aqui e agradecer também pelo ano que vivenciamos juntos. Um ano marcante especialmente por tantas mudanças que nos apresentou.

DSC07247
Passamos por cenas tensas,cômicas, algumas surpreendentes e até as emocionantes como as do último dia de aula. Como esquecer aquelas declarações sinceras e apaixonadas. Em meio a isso tudo, os murais não me saem da memória. Eles traziam o sorriso da criança em cada um de vocês, fosse dentro de um ovo de dinossauro, na doçura de uma bomboniere (boa até para os diabéticos), na hora de dar tchau dos teletubes…  e estes pareciam acenar aos passageiros do trem da sala ao lado. E que trem… Continuar lendo

Discurso da Paraninfa de Exatas – Prof.a Marise

DSC07224Caríssimos alunos e alunas da Turma do 3º ano de Exatas ou simplesmente: meninos e meninas…

Eu poderia enfatizar, nessas palavras, o quanto me honra estar aqui hoje, proferindo uma mensagem a vocês, alunos tão queridos e tão talentosos, com quem, na tarefa de ensinar, eu tanto aprendi, e que certamente deixarão saudades.

Também poderia retomar um pouco do nosso ano de 2009. De como ele começou, com tantas expectativas e dúvidas (afinal, havia chegado o famoso terceiro e último ano do Ensino Médio no Bandeirantes!); com algumas angústias e desconfianças, passando pelos imprevistos, pelos sacrifícios (baladas? só as da Antologia poética de Vinícius de Moraes!), enfim, tudo aquilo que faz parte do enfrentamento de desafios. Continuar lendo